Hildegard Angel

Capeto ressurge das cinzas

Jornal do Brasil
Hildegard Angel

São 25 looks de Isabela Capeto, salvados do incêndio em seu ateliê, trabalhos icônicos de sua trajetória, expostos no Pier Mauá, pelo Senac, por ocasião do Veste Rio. As roupas estão penduradas em cabides, singelamente, no varal, criando um belo efeito. 

Já está sendo articulada outra exposição de Isabela, com as 200 peças preservadas, pertencentes ao Instituto Zuzu Angel / Museu da Moda, que contam a história da primeira fase da obra da designer carioca. Para isso existem os museus.

BORBULHANTES

O VIÚVO de Zsa Zsa Gabor, aquela atriz húngara platinum blonde que colecionava maridos ricos, abre hoje as portas da casa em Bel Air, Califórnia, para queima total do que restou da falecida. Fotos em portaretratos, portraits a óleo, bijuterias que parecem joia, vestidos, bibelôs, coleção de malas Vuitton, mobiliário estilo francês, tudo ao bater do martelo. Limpa total... O SENHOR Frederic Prinz von Anhalt, nono marido de Zsa Zsa, que morreu aos 99 anos, em 2016, vai passar nos cobres mais de 1.000 itens do espólio da diva, personagem pop da América no século 20...  E A GENTE não dá valor ao que é nosso. Foi justamente porque mistura ao lúpus e ao malte ingredientes típicos nossos, como café, rapadura, mandioca e mel, que a Cervejaria Colorado acaba de receber quatro Grand Gold, prêmio máximo do júri, e outras três medalhas de ouro, no Frankfurt International Beer Trophy, na Alemanha, se tornando a cervejaria mais premiada do evento em 2018... MAS NOSSO POVO insiste em beber cerveja com milho, eca! - aquela coisa doce, enjoativa e, ainda por cima, transgênica!...NÃO VAI bem a saúde do mineiro mais querido do Rio de Janeiro e arredores, Brasil afora. Mestre Ziraldo, o filho da Super Mãe, o pai do Menino Maluquinho e da Daniela Th omas tem inspirado cuidados. Ziraldo Alves Pinto, o traço inconfundível, o ilustrador mais importante do país, por sinal, diretor de arte deste JB. Tamo junto, Ziraldo... SEM A PRESENÇA da diretora Maria Augusta Ramos, um grupo de jornalistas assistiu ontem pela manhã, no Estação Net, em Botafogo, à avant prémière carioca do documentário “O processo”, premiado em Berlim... QUANDO NOS levantamos duas horas e meia depois, o jornalista Miguel do Rosário, na poltrona em frente, comentou: “Li 10 vezes “O processo” de Kafk a, este processo consegue ser muito mais absurdo”... O PROCESSO do filme é o do impeachment de Dilma Rousseff ... COM CLAREZA cristalina o documentário relata o processo de impedimento desde a votação na Câmara, com aquela fauna exótica de deputados se comportando de modo estranho diante do microfone,  e a Praça dos Três Poderes dividida ao meio, numa tomada aérea impressionante, metade vermelho PT - a multidão dos pobres, outra metade amarelo Seleção - a multidão classe média. Classes sociais bem evidenciadas... SOB UMA LENTE crítica, aquele episódio brasileiro vai sendo contado como tragédia com fim anunciado... A COMISSÃO para aprovação do Relatório dos “45 mil reais”, no Senado, presidida por Anastasia. Ele, quase um personagem medieval, cardeal inquisidor, relata o processo como numa farsa, baseado em alegações fictícias. E todos concordam, fazem eco... O SENADOR Cunha Lima é um ator nato. Potencializa os fatos supostos, como verdadeiros, dando tons de escândalo ao inexistente... UMA PANTOMIMA. O filme de Maria Augusta ilustra com grande competência... A DEFESA inteligente de José Eduardo Cardoso e o protagonismo de Gleisi Hoffmann, seu autocontrole, sua condução estratégica da atuação dos parlamentares do PT, mesmo sabendo tratar-se de causa perdida, mas pensando e agindo politicamente. Louvável a atuação de Gleisi. Seguida pelo combativo senador Lindbergh e os aliados... JANAÍNA PASCHOAL arrancando risadas da plateia, em suas sessões de alongamento, nos esgares faciais, bebendo Toddynho no canudo, dizendo obviedades, armando barraco com Lindbergh, meu Deus, o que é aquela senhora? Ainda dá aulas na USP?... NUNES FERREIRA negando, com a cara mais deslavada, o teor do projeto Ponte Para o Futuro, de Temer, lembrado ali pelo senador Lindbergh, como se Temer não pretendesse cortar por 20 anos investimentos em setores básicos (o que foi feito), dar o pré-sal para exploração estrangeira (foi também), extinguir a CLT (já começou)... COMO TER a coragem de negar um projeto que o então vice-presidente já tinha inclusive divulgado?... O SENADO FEDERAL, Lewandowsky presidindo a votação definitiva que alijaria Dilma do poder, e o discurso épico de Requião - “Canalha, canalha, canalha!” - alusivo a uma fala de Tancredo, quando golpearam Jango, e agora faziam o mesmo com Dilma... E REQUIÃO antecipava o desejo de venderem nosso Aquífero Guarany. Hoje sabemos que há projeto de lei nesse sentido... OS PIORES pesadelos se tornam realidade... “O PROCESSO” é a História do Brasil, que, em vez de esperar 20 anos para ser contada, antecipou-se. É contada pela cineasta 20 minutos depois do fato, 20 horas, 20 dias. Este é o novo mundo. Tudo acontece com pressa. Não há tempo a perder. As informações se acumulam em nossos smartphones, os textos se multiplicam em progressão geométricas, eles nos atropelam... QUEM ESPERAR para contar a História depois, fica para trás... MARIA AUGUSTA Ramos sabe disso. Documentou seu tempo brasileiro quase numa Live... QUEM ASSISTE tem a impressão de que já se passou muito tempo... POIS TUDO ALI já é o passado... DE 2015 para cá já foi possível tanta coisa... Como dizem os mineiros, já passou tanta água por debaixo da ponte... DE 2015 para cá, desconstruiu-se uma Nação... 

----

“Romance com safadeza”, o clipe lançado ontem por Wesley Safadão e Anitta, como cantor de bar e garçonete apaixonados, estética de filmes “Cidade de Deus” e “Central do Brasil”, Anitta palpitou em tudo, com um quê de cucarachos, para seduzir público latino, gravado em Fortaleza, para atiçar os nordestinos, casa de taipa, sensualidade, romance e muita... safadeza.  Como o povo gosta.

----

O CENTENÁRIO DE dom Nivaldo Monte, arcebispo de Natal entre 1967 e 1988, será celebrado segunda-feira no Senado, por seu trabalho social junto à população carente do Rio Grande do Norte. Dom Nivaldo teve como lema de vida “pisar firme, pensar alto e ver longe”. Fundou a primeira instituição de ensino superior em Natal, além de oito centros sociais em bairros periféricos.