Jornal do Brasil

Informe JB

Informe JB

Jan Theophilo

Escândalo tântrico

Jornal do Brasil

Deu no tradicional jornalão inglês The Guardian no meio do feriadão. Uma brasileira está envolvida no escândalo sexual da Agama Yoga, a maior escola de yoga tântrica do mundo, localizada na ilha de Koh Phangan, na Tailândia. Na semana passada, dezesseis ex-alunos e funcionários acusaram a instituição de promover “lavagem cerebral” em centenas de mulheres para fazer sexo com o guru Swami Vivekananda Saraswati - cujo nome verdadeiro é Narcis Tarcau - em nome de ajudá-las a alcançar iluminação. A paranaense Flavia Tibucheski, que se apresenta como “coach de alma e facilitação do despertar sexual das mulheres”, foi gerente geral da Agama entre o início de 2015 e fevereiro de 2016 e revelou que estava entre as que permitiram que Tarcau fizesse sexo com ela, acreditando que seria uma experiência de cura espiritual. Ela parou quando percebeu que ele não tinha outro interesse senão seu próprio prazer sexual. “Eu considero isso um ataque sexual, mas sei que muitas mulheres sofreram mais do que eu”, disse Tibucheski. A Agama Yoga nega todas as acusações. Já o guru Narcis Tarkau partiu da Tailândia em julho, rumo a destino incerto e ignorado.

Diáspora africana

Vem aí o Circuito Histórico e Arqueológico do Rio. A iniciativa do deputado Wanderson Nogueira, aprovada semana passada na Alerj, é inspirada na Estrada Real, a maior rota turística do país. O circuito no interior da Baía da Guanabara abrangerá as ilhas que no passado serviram de área de quarentena e de depósitos de cativos africanos, como a Ilha de Bom Jesus, hoje ligada à ilha do Governador e a Ilha das Enxadas, administrada pela Marinha do Brasil.

Sanciona, Pezão!

O parlamentar explica que a ideia é basicamente a mesma da Estrada Real, em que o caminho e os espaços que têm uma representatividade histórica possuem uma marcação com a logo do projeto da Estrada Real e uma explicação breve. “Todas as ações serão pautadas para a denúncia da violência cometida durante o período que vigorou a escravidão no Brasil”, diz Wanderson. O projeto segue agora para a sanção do governador Pezão.

Arrumando a casa

A Secretaria de Ciência e Tecnologia está repassando R$ 23,2 milhões para ações em assistência social no Estado. A verba é a primeira que vem do Fundo Estadual de Investimento e Ações de Segurança Pública (Fised), que recebe 5% da arrecadação dos royalties do petróleo. Deste montante, R$ 14 milhões serão usados para quitar dívidas acumuladas, em 2016 e 2017, com 121 instituições conveniadas à FIA/RJ. O restante da grana será destinado à manutenção de abrigos próprios e privados.

Din-din de campanha

O estilista Carlos Tufvesson, que desistiu da candidatura a estadual pelo PV, diz que seu maior motivo de desencanto foi com a dificuldade de um candidato novo estruturar sua campanha. “As pessoas em nosso país não tem cultura de doar pra campanhas políticas que acreditam”, diz Tufvesson. “E para serem campanhas independentes tem de ser assim. Não existe outra saída para renovarmos o país.”

Pode isso, Arnaldo?

Em ano eleitoral vale tudo. Mas daí o Datena, em pleno domingo, apresentar uma reportagem sobre o atentado a Jair Bolsonaro, com direito a looooonga entrevista do filho Eduardo, candidato a reeleição não configura propaganda eleitoral? Alô, TRE!

__________

LANCE LIVRE

Os 40 anos de colunismo da queridíssima Ana Maria Ramalho serão comemorados nesta quinta-feira, a partir das 20h, com show de Gilse Campos, no Alegretti do Copa Rio Hotel.



Recomendadas para você