Jornal do Brasil

Cultura

Começa temporada de ensaios de blocos e escolas de samba no Rio

Jornal do Brasil

Os blocos do Rio de Janeiro, que são muitos, começaram a maratona de ensaios neste fim de semana. Apesar de o carnaval de 2014 ser apenas no mês de março – a terça-feira de Momo será no dia 4 –, a abertura da folia não oficial do Rio de Janeiro aconteceu neste domingo (12/01), na Praça Quinze. 

A concentração estava marcada para às 8h na Rua do Mercado. Este é o quarto ano em que a Desliga dos Blocos Carnavalescos do Rio de Janeiro faz a convocação para o evento. “A Desliga é uma associação informal que prega um carnaval democrático, sem burocracias. Esse é clima do evento do domingo: a programação é feita pelos blocos e foliões que vão”, diz Luiz Otávio Almeida, que coordena a associação.

O Bloco Loucura Suburbana é um dos que já estão em atividade: os ensaios são às terças no Engenho do Dentro
O Bloco Loucura Suburbana é um dos que já estão em atividade: os ensaios são às terças no Engenho do Dentro

O manifesto que a Desliga busca difundir desde 2012 defende que “a maior festa carioca deve ser livre, independente e realizada com a disposição dos foliões, pois somos um grupo de pessoas cantando e dançando a felicidade nas ruas”.

Na próxima quinta-feira, dia 16, as pessoas cantam e dançam no primeiro baile de confete e serpentina do ano, que a Fundição Progresso realiza no Parada da Lapa para lançar o CD “As melhores marchinhas do carnaval 2014”. A partir das 20h, a Banda Fundição ocupa o palco com um mix de marchinhas dos novos e antigos carnavais, num bailão para toda a família.

Quem não quer apenas pular, mas também batucar nos blocos, ainda pode participar das oficinas do Re-Percussão, projeto da Fundição que qualifica batuqueiros para os blocos cariocas. Nas aulas semanais com os músicos do Bangalafumenga, do Bloco do Sargento Pimenta e Rio Maracatu, centenas de alunos colocam em prática as técnicas dos instrumentos que formam os seis naipes da bateria de uma escola de samba (surdo, caixa, repique, tamborim, agogô e chocalho) e exploram a diversidade de ritmos brasileiros como ciranda, maracatu, funk, samba, jongo e xote. 

“Incentivamos a realização das aulas e ficamos felizes com a qualificação dos percussionistas. Esses grupos abastecem a maior festa popular brasileira com batuqueiros que estudam o ano inteiro e se preparam para tocar música de qualidade. Se tem música boa, a festa fica boa. Se não tem, é lama!”, diz Perfeito Fortuna, presidente da Fundição Progresso.

A Fundição Progresso também é palco do Grito da Sebastiana, a Associação de Blocos de Ruas da Zona Sul, Santa Teresa e Centro, que no dia 18 comemora o aniversário de 30 anos dos blocos Simpatia É Quase Amor e do Bloco do Barbas. O Grito começa às 22h e tem participação de Moacyr Luz e o Samba do Trabalhador, Jorge Aragão, Cordão do Bola Preta e Bateria da Sebastiana.

No dia seguinte, domingo, o bloco Gigantes da Lira se apresenta em Copacabana, na esquina da Avenida Atlântica com a Rua Miguel lemos, a partir das 16h. A partir de então, todo domingo tem ensaio de um dos blocos da Sebastiana no mesmo local -  além do Gigantes de Lira, a associação reúne os blocos Simpatia É Quase AmorBloco do BarbasSuvaco do CristoCarmelitasBloco de Segunda,Imprensa Que Eu GamoMeu Bem Volto JáEscravos da Mauá,Que Merda É EssaBloco da Ansiedade e Bloco Virtual.

Para além do Rebouças os preparativos para o carnaval também estão a todo vapor. O primeiro esquenta do Empurra que Entra, da Freguesia, abre os trabalhos já no dia 11, sábado, no Espaço Laduma (Estrada de Jacarepaguá, 5895). No dia 20, segunda, a Banda de Pechincha leva a bateria para a Avenida Geremário Dantas, também em Jacarepaguá. No Engenho de Dentro, o irreverente Loucura Suburbana faz os ensaios da bateria toda terça, às 14h, no Instituto Municipal Nise da Silveira. O bloco surgiu a partir de um grupo de pacientes do local e vem revitalizando o carnaval no bairro.

Em Madureira, três dos mais famosos blocos de rua cariocas se apresentam no Sesc aos sábados. No dia 11/01, o Toca Rauuul leva as canções do Maluco Beleza em forma de frevo, ska, baião e funk para o local. O Cinebloco toca trilhas sonoras clássicas no dia 18/01 e o Bloco do Sargento Pimenta carnavaliza os Beatles e o Sesc Madureira no dia 25/01. Todas as apresentações começam às 17h30 e têm entrada gratuita.

Os que preferem a grande avenida às ruas têm programação a partir do dia 19, quando começam os ensaios técnicos das escolas de samba no Sambódromo. CubangoUnidos de Padre Miguel Caprichosos de Pilares abrem no dia 19/01 a série de testes, que serão realizados sempre aos sábados e domingos, com entrada gratuita. No sábado seguinte, dia 25, é a vez da Porto da Pedra, Acadêmicos de Santa Cruz e Renascer de Jacarepaguá, e no domingo, dia 26, tem Acadêmicos da RocinhaEstácio de Sá Império Serrano.

Quem quiser ir direto para a sua escola do coração, pode sambar ao som dos sambas enredos na quadras ou nas ruas. O Salgueiro, por exemplo, realiza seus ensaios técnicos aos sábados, a partir das 22h, e ensaios na rua, em frente à escola, às quartas, às 20h. A Viradouro faz seus ensaios técnicos nas noites de terça e ensaios de rua aos domingos, a partir do dia 12, na Avenida Amaral Peixoto, Centro de Niterói. A Mangueira ensaia nos dias 11 e 12, na quadra e Rua Visconde de Niterói, respectivamente.

* Colaboração de Renata Saavedra