Cultura

Samba da Casa Amarela faz homenagem ao mestre Cartola

Edição ‘Verde que te quero rosa’ resgatará sambasconsagrados pelo compositor

Jornal do Brasil

Naquela Casa Amarela, vamos sempre a cantar sambas daqueles mestres de outros tempos que foram e que aqui estão. 

Começando em 2016, procuramos, antes de tudo, fazer uma roda de samba acústica e com canto tão forte que silencie todas as vaidades, no bafo, na palma e no coro como a nossa arte foi inventada.

Nos encontramos mensalmente no autêntico bairro de Madureira, terra de imperianos e portelenses, de sambas e de jongos, cantando as canções que nos tocam, porém que pouco se escutam. De Ismael a Zeca, de Almir a Noel, de Dona Ivone a Jovelina. De lá pra cá ou indo e voltando, nossos encontros têm cada vez mais atraído aqueles e aquelas que chegam pra ouvir, cantar, sorrir e aplaudir o Samba na sua mais legítima expressão.

Nessa edição, chamada 'Verde Que Te Quero Rosa', Samba da Casa Amarela prestará homenagem a Angenor de Oliveira, o Mestre Cartola, cantando seus sambas imortais e também os pouco conhecidos

Nessa edição, chamada 'Verde Que Te Quero Rosa', prestaremos uma homenagem a Angenor de Oliveira, nada menos do que o Mestre Cartola, cantando seus sambas imortais e também os pouco conhecidos. Haverá, ainda, uma série de surpresas para as crianças comemorarem o seu dia.

O Samba da Casa Amarela é Lucas Machado e Douglas Castilho nos cavaquinhos e vocais,  Nilsinho Santos e Santa Cruz nos Banjos e vocais, Raphael Gravino no Violão 7 cordas e vocais,  Renan Souza, Igor Lemos e Alan Nascimento nas percussões e vocais.

Serviço : Samba da Casa Amarela

Data: 12 de outubro, a partir das 15h. A casa abre uma hora antes

Local: Rua Pirapora, 104/ Madureira.

Entrada: 10,00 (Somente em dinheiro)

Comida e bebida: (Aceitamos todos os cartões)

Classificação indicativa: Livre

Mais informações: (21) 9.8533-8243