Jornal do Brasil

Cultura

Elenco e equipe de One Tree Hill acusam Mark Schwahn de assédio

Jornal do Brasil

O elenco e a equipe da série norte-americana One Tree Hill acusaram, em carta aberta, o showrunner Mark Schwahn de assédio, e apoiaram declarações anteriores da roteirista Audrey Wauchope contra ele. Audrey contou que era constantemente tocada sem consentimento por Schwahn.

No texto, o grupo afirma que "o comportamento de Mark Schwahn durante as filmagens de One Tree Hill era algo como 'um segredo conhecido'". 

"Muitas de nós fomos, em graus diferentes, manipuladas psicológica e emocionalmente. Mais de uma nós ainda está em tratamento de stress pós-traumático. Muitas de nós fomos colocadas em situações desconfortáveis e tivemos que aprender a lutar, muitas vezes fisicamente, porque ficou claro para nós que os supervisores na sala não eram os protetores que deveriam ser", diz trecho da carta aberta.

"Comportamento de Mark Schwahn em filmagens de One Tree Hill era algo como 'um segredo conhecido'"
"Comportamento de Mark Schwahn em filmagens de One Tree Hill era algo como 'um segredo conhecido'"

O documento reforça que mulheres se uniram nos bastidores em busca de segurança, alertando novas funcionárias sobre os casos, e destaca a pressão sofrida da época de que, se o caso fosse divulgado publicamente, a série poderia ser cancelada. "Essa não é uma pressão apropriada para colocar em jovens garotas."

Em comunicado, E!, Universal Cable Productions e Lionsgate Television, responsáveis pela série comandada atualmente por Schwahn, The Royals, informaram que monitoram as informações e que estão comprometidas em promover um ambiente seguro de trabalho.