Jornal do Brasil

Esportes

Anderson sofre fratura assustadora, e Weidman garante cinturão em revanche

Lutador tentava retomar o cinturão dos médios, que havia perdido em julho

Portal Terra

O brasileiro Anderson Silva tentou retomar o cinturão dos médios do UFC, mas acabou dando adeus às chances de recuperar seu título por conta de uma surpreendente lesão. Neste sábado (28/12), no segundo round da revanche, em Las Vegas, o brasileiro acertou um chute na perna do americano Chris Weidman e imediatamente caiu no octógono ao sentir uma fratura.

A perna esquerda de Anderson se dobrou quando acertou o joelho do adversário, fazendo com que o brasileiro desabasse com dor e desespero. Imediatamente, a vitória foi definida para Weidman, enquanto o antigo campeão recebia atendimento médico. O ex-campeão foi levado a um hospital local para passar por cirurgia.

>> Anderson Silva pede privacidade e diz que não comentará sobre adeus

>> Lutador pode ficar até seis meses afastado

>> Anderson se desculpou dos torcedores pelo Twitter

"Não importava o que acontecesse hoje, ele ainda é o melhor de todos os tempos", afirmou o americano ao final da luta. O próximo desafiante pelo cinturão será Vitor Belfort.

A luta começou com estudo entre os lutadores, até que Weidman mostrou iniciativa e tentou derrubar o brasileiro. Se na luta anterior, ocorrida em julho, Anderson pareceu não respeitar o adversário, desta vez não houve espaço para brincadeiras e provocações.

O atleta teve dificuldades de escapar da grade e foi derrubado pelo americano, que passou a socar o rosto do ex-campeão e ficou perto de um novo nocaute. O atleta da casa usou seu wrestling apurado para manter o adversário no chão e acertar golpes contra sua cabeça.

Anderson só era capaz de tentar se defender e esperar o fim do round. No segundo assalto, a luta voltou a ocorrer em pé, e o brasileiro arriscou o chute. Entretanto, a canela do antigo campeão acertou o joelho de Weidman, o que acabou por provocar a lesão e o término antecipado do duelo.