Jornal do Brasil

Heloisa Tolipan

Bruna Marquezine fez terapia: "Me sentia muito triste"

A estrela comentou que a transição de menina para mulher diante da mídia foi difícil

Jornal do Brasil

Famosa, colecionando diversos papéis na televisão, acumulando mais de 20 milhões de seguidores na internet e cheia de contratos publicitários. Nada disso faz com que a vida seja um mar de rosas. Que o diga Bruna Marquezine, que já recorreu até a terapia. "Fiz terapia há um ano. Decidi fazer num momento em que não estava muito bem, e aí vi que estava precisando, realmente. Foi próximo ao meu aniversário do ano passado. Eu me sentia muito triste", afirmou, em entrevista à revista "Cosmopolitan". Chegou um momento em que parei e fiquei me perguntando o que era aquilo que eu estava vivendo e o que estava acontecendo. Acho que estou me conhecendo, ainda sou bem jovem”.

Parte do problema foi começar a ser vista como símbolo sexual. "Um dia, eu era vista como criança. No dia seguinte, estavam falando que fui vista com um, com outro. Foi um susto! Foi o único momento em que pensei em desistir. Não queria lidar com aquilo, ter que falar da minha vida pessoal, esse não é o meu trabalho... A gente acha que vai ser fácil, mas não é", desabafou ela, escalada para viver uma vilã na novela medieval "Deus Salve o Rei".

Bruna Marquezine mora sozinha há um ano
Bruna Marquezine mora sozinha há um ano

De fato, a transição de criança para mulher não foi fácil. "Nessa minha virada eu passei por casos de assédio, inclusive dentro do Projac. As pessoas misturam muito a personagem e a artista", revelou.

Atualmente, a atriz não mora mais com a família. Há um ano, ela está vivendo sozinha no apartamento que comprou na Barra, mesmo bairro da Zona Oeste carioca onde morava com os pais. Apesar disso, ela continua se dividindo. “Fico meio lá, meio cá. Agora que cheguei de viagem, fui para a casa dos meus pais para lavar roupa suja. Eu sou uma farsa, não sou tão adulta assim", contou, aos risos.