Jornal do Brasil

Heloisa Tolipan

Renato Góes nega briga com diretor de "Deus salve o rei": "Sentiu que eu estava cansado"

O ator comentou a substituição na trama: "Foi um desencontro em cena"

Karina Kuperman, Jornal do Brasil

Ele chegou a ser confirmado no elenco como Afonso, príncipe que seria disputado pelas personagens de Bruna Marquezine e Marina Ruy Barbosa em "Deus salve o rei", mas, depois de começar as gravações, Renato Góes acabou dispensado da trama de Daniel Adjafre, prevista para janeiro de 2018. Apesar disso, ele nega veementemente os boatos de que teria brigado com o diretor Fabrício Mamberti. "Ele sentiu que eu estava cansado. Em uma conversa, decidimos que era melhor me afastar, me preservar", explicou. Só tive briga no trabalho duas vezes na minha vida. Dificilmente vou estourar. Foi um desencontro em cena", afirmou em entrevista para o colunista de TV Daniel Castro

Renato Góes ao lado de Marina Ruy Barbosa na preparação de "Deus salve o rei"
Renato Góes ao lado de Marina Ruy Barbosa na preparação de "Deus salve o rei"

Substituído por Rômulo Estrela, Renato garantiu que essa não é a primeira vez que deixa uma trama após o início das gravações. "Já é a terceira vez que eu estou em um produto, começo a gravar e sou transferido para outro. Todas as vezes acabou sendo muito bom para mim", garantiu. "Teve muito da intervenção da casa, do que seria melhor para eles. Eu já tinha outra novela prevista para emendar, e eu não conseguiria fazer outra trama na sequência", explicou, referindo-se à "Sal da Terra", de Thelma Guedes e Duca Rachid, que pode ser exibida na faixa das seis ou em formato de supersérie, às onze. "O tema é muito legal, é sobre uma família de refugiados sírios. Independentemente do horário, já estou empolgado para fazer", adiantou. 

Em comunicado, a emissora também negou qualquer mal-estar na substituição. "A decisão foi tomada em comum acordo com a Globo, que já reservou o ator para protagonista de outra produção no ano que vem. O papel de Afonso, príncipe de Montemor, ficará com Romulo Estrela, que já estava escalado para a novela. A decisão atende à estratégia de escalação da emissora, que procura evitar que um ator emende dois papéis de protagonista, para preservar a sua imagem, possibilitar a sua reciclagem e garantir melhores condições a todos para a preparação dos personagens".