Informe JB

Jacob Barata: 'JB' já havia alertado sobre 'insider' e informações antecipadas

Jornal do Brasil
Informe JB

A informação divulgada neste fim de semana pela mídia de que, quando prendeu o empresário Jacob Barata Filho, a Polícia Federal encontrou, em sua mala, a ordem judicial para a quebra do seu sigilo bancário e de outras dez pessoas, confirma o que o Jornal do Brasil já havia publicado no dia 3 de julho, dia seguinte da prisão do empresário:

"Quando a neta do sr. Jacob Barata se casou, deve ter tido um insider que o alertou antecipadamente sobre protestos e conseguiu do governo do estado um ostensivo policiamento na porta do Copacabana Palace. O insider e o policiamento, quem sabe, participavam também do governo Sérgio Cabral. 

Jacob Barata foi preso quando embarcava para Portugal com passagem só de ida

Na época, o JB noticiava: "Segurança pública atua em eventos privados da elite"

Imaginem que, agora, neste domingo (2), o sr. Jacob Barata estava fugindo, talvez também por ter obtido informações antecipadas do próprio insider. Felizmente a brava Polícia Federal é muito mais importante e tem muitas informações - mesmo que alguns não mereçam pertencer a suas fileiras. A força moral da Polícia Federal, na sua esmagadora maioria, sabe quem não merece usar o seu distintivo.

O JB se espanta com hospital da elite do Rio envolvido com este tipo de gente."

>> Veja a nota do JB

Jacob Barata, empresário do setor de transporte do Rio, foi preso quando embarcava para Portugal, com passagem só de ida, sob a acusação de fazer parte de um esquema de corrupção envolvendo o governo de Sérgio Cabral.