Internacional

Pastor encerra campanha na Venezuela prometendo 'ajuda humanitária' dos EUA

Agência AFP

O pastor evangélico Javier Bertucci, um dos candidatos opositores nas eleições do próximo domingo na Venezuela, encerrou nesta quarta-feira sua campanha com a promessa de aceitar a "ajuda humanitária" dos Estados Unidos caso saia vitorioso.

"Pedi ajuda humanitária. Me disseram: você ganha, assume o poder, e em duas semanas terá os portos cheios de alimentos e medicamentos", disse Bertucci para milhares de pessoas em um comício na cidade de Valencia, estado de Carabobo, onde sua igreja (Maranatha) tem a principal sede.

"Querem mais seis anos de miséria?!" - perguntou o pastor para a multidão, em referência à reeleição de Maduro. "Não!" - responderam em coro.

Os venezuelanos sofrem com uma grave crise econômica, que inclui hiperinflação e desabastecimento crônico.

Durante a campanha, Bertucci distribuiu sopa para milhares de pessoas.

O chavista dissidente Henri Falcón é o principal adversário de Maduro nas eleições de domingo, mas o pastor Bertucci tem surpreendido nos últimos dias e já aparece com 20% das intenções de voto nas pesquisas.

Falcón propôs a Bertucci retirar sua candidatura para formar uma frente comum contra Maduro, mas o pastor descartou a proposta.

Os dois ignoraram o boicote liderado pela coalizão Mesa da Unidade Democrática (MUD), que reúne os principais partidos de oposição ao chavismo.