Jornal do Brasil

Negócios e Marketing

Cão Cidadão: opção de baixo investimento para empreendedores que querem trabalhar com animais

Com quase 20 anos de mercado, rede é hoje a maior franquia de adestramento da América Latina

Jornal do Brasil

A economia brasileira enfrenta um período de instabilidade, porém, na contramão desse cenário, o mercado pet vem apresentando números cada vez mais positivos. De acordo com a Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação (Abinpet), o faturamento do setor, em 2016, foi de R$ 18,9 bilhões – um crescimento de 4,9%, em relação ao ano anterior.

Com o mercado pet em alta, a franquia da Cão Cidadão é uma alternativa para quem deseja empreender e, ainda, trabalhar com os animais. Fundada há quase 20 anos pelo especialista em comportamento animal, Alexandre Rossi – popularmente conhecido como Dr. Pet –, a Cão Cidadão oferece os serviços de adestramento em domicílio e consultas comportamentais (presencial e à distância).

Osinteressados em fazer parte da franquia podem assistir a uma apresentaçãopresencial ou online sobre o modelo de negócio da Cão Cidadão. Isso pode serfeito pelo site www.caocidadao.com.br
Osinteressados em fazer parte da franquia podem assistir a uma apresentaçãopresencial ou online sobre o modelo de negócio da Cão Cidadão. Isso pode serfeito pelo site www.caocidadao.com.br

“Nossa missão é melhorar a integração do pet na família e na sociedade por meio da educação”, informa Alexandre Rossi. “Nossa atuação ficava restrita inicialmente a São Paulo e região, e a algumas outras cidades pontuais. Porém, em 2015, iniciamos a divulgação do nosso método Adestramento Inteligente, baseado no reforço positivo, para outras localidades. Em 2017, já estamos com mais de 90 franqueados espalhados pelo país”, completa.

A Cão Cidadão está presente com franqueados nos estados de São Paulo, Bahia, Ceará, Goiás, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Paraná e Rio Grande do Sul.

Como funciona

O modelo de franquia da Cão Cidadão não exige do franqueado um estabelecimento fixo, uma vez que o atendimento acontece na casa do cliente (adestramento em domicílio). O profissional ainda conta com uma região exclusiva de atuação e com o suporte de uma Central de Atendimento para o encaminhamento de clientes.

O valor da taxa inicial da franquia é de R$ 9 mil, sendo que parte dessa quantia (R$ 4,5 mil) deverá ser paga no ato da assinatura do pré-contrato, ou seja, no início do treinamento. O restante (R$ 4,5 mil) será quitado na assinatura do contrato (esse valor poderá ser parcelado em até 12 vezes).

Daniel Svevo, um dos sócios da empresa, explica que o processo seletivo para a franquia inclui provas teóricas e práticas. “Os candidatos não precisam necessariamente ter experiência prévia na área de adestramento. Isso porque, ao final do processo seletivo, eles recebem um treinamento profissionalizante”, informa. “É fundamental, no entanto, que os candidatos gostem de animais, sejam responsáveis, proativos e tenham vontade de aprender”, reforça o sócio.

E mesmo após o treinamento profissionalizante, segundo Svevo, o franqueado continua sendo assistido e incentivado a se aperfeiçoar constantemente. “Temos um suporte técnico constante e permanente. O objetivo é manter os franqueados sempre atualizados com as técnicas e os estudos mais atuais, e ampliar o bem-estar dos clientes.”

A Cão Cidadão

Criada em 1998, pelo zootecnista e especialista em comportamento animal, Alexandre Rossi, popularmente conhecido como Dr. Pet, a Cão Cidadão é uma empresa especializada em adestramento em domicílio e em consultas de comportamento. Sua missão é melhorar a integração do cão na família e na sociedade, por meio da educação. Todos os profissionais franqueados são treinados e constantemente avaliados, e utilizam o método Adestramento Inteligente, fundamentado em estímulos positivos e em recompensas, o que desperta nos animais o interesse em aprender.

Cão Cidadão:  www.caocidadao.com.br