Jornal do Brasil

Negócios e Marketing

Ambev e Coca-Cola Brasil lançam juntas novo programa de reciclagem

Parceria entre as concorrentes visa aumentar investimentos destinados a cooperativas de catadores

Jornal do Brasil

A Coca-Cola Brasil e a cervejaria Ambev anunciam hoje (04/10) o lançamento de um programa conjunto de reciclagem. Nomeada Reciclar pelo Brasil, a plataforma unificada conta ainda com a parceria da Associação Nacional dos Catadores e Catadoras de Materiais Recicláveis (ANCAT). Um dos principais objetivos da integração dos programas das duas fabricantes de bebidas é otimizar e potencializar os resultados dos investimentos direcionados às cooperativas de catadores do País. A expectativa é a de que as 110 cooperativas que fazem parte da etapa inicial do programa recebam até 25% a mais de investimentos.

Além de impulsionar os investimentos, o Reciclar Pelo Brasil visa também colaborar com a meta do Acordo Setorial de Embalagens, que é a de reduzir, no mínimo, 22% das embalagens dispostas em aterros sanitários até 2018. A união, também reforça o compromisso ambiental das duas empresas, que investem em programas de reciclagem e de apoio a cooperativas há mais de 10 anos.

Pedro Mariani, vice-presidente de Relações Corporativas e Jurídico da Ambev, e Pedro Rios, vice-presidente de Relações Corporativas da Coca-Cola Brasil.
Pedro Mariani, vice-presidente de Relações Corporativas e Jurídico da Ambev, e Pedro Rios, vice-presidente de Relações Corporativas da Coca-Cola Brasil.

“Com o programa, estamos unindo esforços não só para reduzir o impacto ambiental das nossas embalagens, mas para desenvolver, capacitar e profissionalizar cada vez mais as cooperativas de catadores. Esse é o nosso sonho, unir pessoas por um mundo melhor”, afirma Pedro Mariani, vice-presidente de Relações Corporativas e Jurídico da Ambev.

“Idealmente, nenhum componente de um produto deveria ser encarado como resíduo. As embalagens são 100% reaproveitáveis e têm valor de mercado, ou seja, podem e devem voltar ao ciclo industrial. Trata-se de uma agenda prioritária, acima de qualquer lógica concorrencial”, completa Pedro Rios, vice-presidente de Relações Corporativas da Coca-Cola Brasil.

O programa, resultado de um ano de trabalho conjunto, foi cocriado com a participação da Associação Nacional dos Catadores e Catadoras de Materiais Recicláveis (ANCAT), que fará também a operação do programa, com uma equipe de assessoria técnica. Essa equipe irá atuar nas 110 associações de catadores que integram o programa em sua fase inicial. O primeiro passo é executar um diagnóstico e plano de ação periódico e customizado, para direcionar os investimentos de acordo com as necessidades de cada cooperativa. Os objetivos principais são: profissionalizar e regularizar cada vez mais o trabalho das organizações; aumentar o volume dos resíduos recolhidos; elevar a receita das cooperativas; e aumentar a renda dos catadores.