Jornal do Brasil

Opinião

A quadrilha de Batistas tem que ser presa

Jornal do Brasil

Vale mais a gravação de um criminoso, que por isto é preso, ou a confissão de um corruptor, considerando que o Palácio do Planalto é a casa do povo? No Brasil, o inquilino desta casa é o presidente da República, que, em nome do povo, governa. Joesley Batista e o irmão Wesley Batista agora em destaque na mídia acusam a casa do povo. O país espera que o inquilino, protegido pela Polícia Federal e pelo Ministério da Justiça, cumpram com o dever que a lei nos impõe a cumprir: prender esses delinquentes e fazê-los provar que o presidente da Republica e seus assessores formam uma quadrilha. 

O senador Delcídio do Amaral e outros foram presos por falar ao telefone. A razão da prisão era o grampo, que em alguns casos não é aceito como prova pela Justiça, mas que, se autorizado, vale. 

Joesley Batista fez tudo que a lei não permite que seja feito. Ele declarou que corrompeu. Portanto, é corruptor. Lugar de corruptor é na cadeia. 

Ele sabe que o dinheiro dele vem do BNDES, um banco do povo. O Ministério Público, por qualquer razão, já deu a informação de que ele pode ser "prejudicado" e quebrar. Ora, se houver quebra, esta não é dele, é do BNDES, é do povo!

Para que se evite isto, é fundamental coragem para que o governo brasileiro, por intermédio do seu ministro da Justiça, e a Polícia Federal venham a prender "este senhor" e nacionalizar a sua empresa, antes que o povo tome outro prejuízo -- como se já não bastasse o prejuízo enfrentado por meio do desemprego, recessão, criminalidade campeã em todas as cidades brasileiras, a Saúde sem médicos, remédios e hospitais, colégios fechados, e tantas coisas que todos temos consciência de que só massacra o povo; e a cruz deste massacre é o desemprego. 

Ora, se este senhor, junto com os empreiteiros, é causador de toda esta destruição, e ainda é réu confesso, porque ainda está solto?

Se as empresas dele são financiadas com dinheiro do Estado, e se ele já as vendeu como se fossemos acreditar que um bandido criminoso que o mundo todo já conhece pelo escândalo do Brasil conseguiria encontrar algum empresário sul-americano para tal transação, "este senhor" deve continuar imaginando que o povo é sócio dele ou então muito inocente. 

O que as autoridades estão esperando para colocar a quadrilha dos Batistas na cadeia? O presidente Temer ganharia o apoio que não tem da população brasileira. 

Os economistas e todos que trabalham no mercado financeiro sabem da dificuldade que o Brasil enfrenta para recuperar o emprego e o seu crescimento, o que pode nos custar décadas.

O Brasil pede cadeia para esta quadrilha de Batistas, e com bola de ferro, para que o país ainda não tenha que gastar dinheiro com tornozeleiras importadas.