Jornal do Brasil

Opinião

Aécio, Temer e o jogo tucano da sucessão presidencial

Jornal do Brasil

O grupo dos tucanos que está no poder apoiando o presidente Michel Temer expõe um racha. O resultado será o afastamento do partido dos ligados a Tasso Jereissati e Geraldo Alckmin, ou a instalação deste grupo em outro partido.

Mas muito mais importante do que apoio a Temer é a sucessão presidencial que se avizinha, deixando o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso numa sinuca de bico. 

A entrevista de FHC ao O Globo sugeria o afastamento do partido do poder. E em passado mais recente, ele fez observações consideradas fortes a respeito do posicionamento de Aécio Neves. 

O descontentamento de Temer com FHC estimulou que Aécio, com o apoio que tem dos ministros que ocupam o poder, não só mantenha o apoio ao presidente como - mais grave - sinalize a sucessão presidencial onde ele, Aécio, mais experiente que Tasso em política, sabe que os tucanos sozinhos não vão ter vida longa.

Aécio, Temer e o jogo tucano da sucessão presidencial
Aécio, Temer e o jogo tucano da sucessão presidencial