Jornal do Brasil

Cultura

Academia do Oscar cria Leis de Conduta contra abusos sexuais

Regras foram firmadas após o escândalo do diretor Weinstein

Agência ANSA

A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, que atribui os trofeus do Oscar, criou um código de conduta para seus 8,4 mil integrantes. A medida foi implantada após o diretor Harvey Weinstein ser expulso da entidade por acusações de abuso e assédio sexuais. As diretrizes foram apresentadas quarta-feira (5), por e-mail.

Dawn Hudson, diretora da Academia, estipulou que o local não é para "pessoas que desfrutam de seus status, do próprio poder ou da própria influência para violar os padrões de decência." Além disso, a Academia poderá expulsar qualquer membro que desrespeite as novas regras ou que "comprometa a integridade da associação." As normas começaram a ser planejadas em outubro, quando o afastamento de Weinstein ocorreu.