Jornal do Brasil

Informe JB

Em 1985, Brizola encampava empresas de ônibus no Rio

Jornal do Brasil

A prisão do megaempresário do setor de transporte do Rio Jacob Barata, e as revelações da investigação sobre o esquema de corrupção envolvendo o governo e as empresas de ônibus, estarrecem pelo volume de dinheiro e pelo tempo que o esquema durou no estado. 

Em 1985, o então governador do Rio Leonel Brizola anunciava o encampamento de 1.817 ônibus no estado, desapropriando 16 empresas. O objetivo era justamente fazer uma auditoria por fiscais da Secretaria de Transporte. O secretário Brandão Monteiro afirmou que a ideia era oferecer uma tarifa mais justa e um serviço de melhor qualidade.

Em 1985, Brizola encampou as empresas de ônibus
Em 1985, Brizola encampou as empresas de ônibus

Ao anunciar a medida, Brizola fez questão de frisar que estava apenas defendendo a população do cartel formado pelas empresas e ressaltou que não pretendia destruir a participação da iniciativa privada no sistema de transporte de ônibus.

A tônica dos argumentos de Brizola, na ocasião, era de "maior controle", "eficácia" e "poder de decisão" do Estado numa concessão que vinha sendo operada de forma "predatória" pela iniciativa privada.

Reportagem do 'JB' anunciando a medida tomada por Brizola
Reportagem do 'JB' anunciando a medida tomada por Brizola